segunda-feira, 10 de julho de 2017

Rainha Christina

Título no Brasil: Rainha Christina
Título Original: Queen Christina
Ano de Produção: 1933
País: Estados Unidos
Estúdio: Metro-Goldwyn-Mayer (MGM)
Direção: Rouben Mamoulian
Roteiro: H.M. Harwood, Salka Viertel
Elenco: Greta Garbo, John Gilbert, Ian Keith, Lewis Stone, Elizabeth Young, C. Aubrey Smith

Sinopse:
Após a morte de seu pai em um campo de batalha, a jovem Rainha Christina (Greta Garbo) sobe ao trono. Amante da literatura, da cultura e das ciências, ela deseja mudar radicalmente a Suécia, trazendo um programa de educação em massa para seu povo, algo inédito na época. Ela também tenta negociar uma paz entre católicos e protestantes na Europa.  Enquanto tenta colocar seus projetos em prática acaba se apaixonando por um nobre espanhol. Filme indicado ao Venice Film Festival na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

Comentários:
A Rainha Kristina da Suécia (1626 - 1689) ficou notabilizada nos livros de história por duas coisas básicas. A primeira foi que ela implantou um dos primeiros sistemas educacionais mantidos pelo Estado, o que trouxe uma mudança radical em seu país. A Suécia que era uma nação de iletrados e camponeses, se tornou uma potência cultural e educacional após seu reinado. O outro fato marcante que iria caracterizar o reinado dessa monarca foi sua conversão ao catolicismo, isso em uma época em que a Suécia era uma das principais potências militares protestantes lutando na guerra dos trinta anos, um conflito de natureza política e religiosa. O roteiro desse filme porém está mais preocupado com o lado romântico da monarca, explorando a paixão que a rainha teria tido por um nobre espanhol. O curioso é que historicamente a Rainha Kristina nunca quis se casar, provavelmente por ser lésbica. Isso iria cair muito bem em relação a Greta Garbo, que também era avessa a ter relacionamentos com homens. Reclusa no final da vida, muitos biógrafos da vida da atriz defenderam a tese de que ela era lésbica também, tal como Cristina. Trazer uma personagem com outra orientação sexual porém era um pouco demais na Hollywood dos anos 1930, então o que temos na tela é uma visão bem romanceada da vida da Rainha sueca. Nada muito polêmico e também nada muito fiel aos fatos históricos. De qualquer maneira, esse filme que foi um dos maiores sucessos da carreira de Greta Garbo, é seguramente também um dos seus melhores momentos no cinema. Com ótima produção, figurinos de luxo e cenários bem elaborados, o filme custou mais de um milhão de dólares, o que na época era um orçamento fabuloso! Todo o requinte passa para a tela, se materializando assim mais um momento memorável do mito Greta Garbo.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu. 

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.8

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir